Make your own free website on Tripod.com

Botões de navegação

Colégio dos Jesuítas

Colégio dos Jesuítas

"Cá estamos no Colégio, edifício grandioso, vasto, magnífico, própria habitação da companhia-rei que o mandou construir para educar os infantes seus filhos."

"O edifício do Colégio é todo filipino (…) a Igreja dos mais belos espécimes desse estilo, que em geral seco, duro e sem poesia, não deixa contudo de ser grandioso."

…"perfeito exemplar da maciça e pedante arquitectura reaccionária do século dezassete, o colégio, tipo largo e belo no seu género, e quanto o seu género pode ser, das construções jesuíticas"… (Cap.XXXIX)

Colégio dos Jesuítas

A Igreja do Colégio da Companhia de Jesus é o grande monumento contra-reformista de Santarém. Foi erigido por ordem de D. João IV no local dos antigos paços acastelados medievais, paços régios cujas ruínas foram doadas pelo monarca à Companhia com a incumbência de aí instituirem o seu Colégio.

O início das obras deu-se em 1676, e terminou no final de 1711 (datas terminais inscritas na fachada).

Na fachada da Igreja estão representados quatro santos: Francisco de Xavier, Inácio de Loyola, Luís Gonzaga e Francisco Borga.

A adesão da instituição à causa miguelista, durante a década de 20, do ano 1800, e a Guerra Cívil, determinaram a extinção do Seminário, em 1834, após a entrada dos exércitos liberais na antiga Vila.

Conhecido também como Seminário Patriarcal, é hoje sede do Episcopado escalabitano.

Setas