Make your own free website on Tripod.com

      Botões de navegação                 Percurso de Almeida Garrett em Santarém

                                                                                                                                                                                                                                                                        Planta de Santarém

Em 1843 Almeida Garrett visita Santarém e protesta que de quanto ver e ouvir, de quanto pensar e sentir se há-de fazer crónica.

Em diversos momentos alarga-se a temas de incidência histórica, partindo sempre do observado no decurso da viagem.

A viagem é a descoberta de algo e de alguém

Ela é consubstâncial à história, à mitologia e à literatura, constitui um dos modelos temáticos e simbólicos mais produtivos da literatura.

Na viagem a relação viajante-narrador é sustentada por um discurso que insere a sua subjectividade na objectividade do real, da história, do social e do político. Foi o que Garrett, melhor do que ninguém, fez nas suas Viagens.

Garrett conheceu o povo de Santarém através do percurso do seu espaço, e nós, leitores conhecemos esse espaço através dos olhos do texto que ele redigiu.

Car.gif (21283 bytes)

Se gostas de viajar, cá dentro e lá fora, dá um salto até ao site:

http://travel.yahoo.com